Blog

Esqueleto de alma

Por Toda Letra em 28 de abril de 2014

por Susan Blum*

Um pedacinho incrustado entre os dentes: um resmungo que queria sair aos 15 anos.

Uma unha encravada no pé direito, uma vontade de viajar que ficou presa.

No esqueleto da coluna, uma envergadura que não quebra: o pai paralítico.

No olho esquerdo um cisco teimoso, um choro engolido aos cinco anos.

O mijo que não existe mais foi o medo do olhar do pai.

Uma saudade escondida no canto esquerdo inferior do coração, o homem que ainda amo.

Um nozinho na garganta por não ter feito algumas coisas que desejava.

Uma cosquinha na ponta dos dedos, aquela história só pensada e esquecida.

Uma caspinha de ressentimento, o grande amigo da faculdade.

Um cheiro de infância que está solta no balão do pulmão.

A lágrima de alegria que se infiltrou naquela ruga mais seca.

Aquele filme e aquele livro que não li ou assisti, que abriram os espaços entre os neurônios.

Os pensamentos esquisitos e os outros (“antenados”) que se perderam atrás das caixas de memórias.

Os objetos dentro das caixas de lembranças, que foram se amontoando, esperando uma limpeza nunca feita.

Os sons de todas as músicas ouvidas, cantadas, dançadas e embaladas em outros corpos e que ficaram pirogravadas na bigorna dos ouvidos.

As poeiras dos desejos não satisfeitos ( e dos satisfeitos) que tecem cortinas nas meninas dos olhos.

Os amores e desamores que fluem nos refluxos do estômago junto com as borboletas.

Os passos dos medos e anseios que ecoam por dentro dos ossos.

Esta é a alma do meu esqueleto. Sou eu.

E você? Do que é feito?

borboletas-no-estomago-179-20

*Susan Blum Pessôa de Moura, formada em Psicologia (PUCPR – 86) e em Letras (UFPR – 2003). Mestre em estudos literários (UFPR – 2004). Possui publicações acadêmicas em revistas literárias como Fragmentos (UFSC), Letras (UFPR), Magma (USP) e Alpha (Unipam). Autora do livro de contos Novelos Nada Exemplares (2010) e participante da coletânea de contos (de autores paranaenses) Então, é isso? (2012). Professora da Universidade Positivo, pesquisadora no Grupo de Estudos sobre o espaço (UFPR) desde seu início, em 1999, ministra cursos de criação literária no CELIN da UFPR (desde 2008) e escreve mensalmente para a Toda Letra.

Deixe um comentário



(Não será divulgado)